Loading...

sábado, 13 de abril de 2013

A HISTÓRIA SE REPETE.....

Em novembro de 2009, quando eu era o chefe da Equipe de Controle da Poluição Sonora, realizei fiscalizações no IATE CLUBE de Fortaleza e durante esta vistoria, episódios grotescos aconteceram. Abaixo faço a inserção de trechos do acontecido, retirado do livro Tolerância Zero em Fortaleza (paginas 139 a 142):



IATE CLUBE: ....Chegando ao local, solicitamos a presença dos responsáveis e para minha surpresa quem veio advogar a favor do Clube foi uma das autoridades mais influentes do poder público municipal na epóca, que perguntou o que estava acontecendo e informei sobre as denúncias e os níveis encontrados nos apartamentos dos denunciantes e que estava naquele momento autuando o estabelecimento e Embargando o mesmo e solicitei que os equipamentos sonoros fossem desligados. Então “ele” pronunciou uma frase bem curiosa: “O interesse que você tem que cuidar é o das pessoas que estão aqui dentro”??????? Fiquei pasmo com as palavras e retruquei de forma automática: “De forma alguma, a minha função é outra, é zelar pelo cumprimento da lei e zelar pelo sossego e tranquilidade dos cidadãos que tentam descansar para mais um dia de trabalho e não estão conseguindo”. Deste momento em diante “ele” tentou desfazer do trabalho da fiscalização ali postada, chegando inclusive a dizer que representava a Sra. Prefeita e que eu estaria contrariando diretrizes dela. Pensei: Será que estou??????? Disse que eu era uma pessoa difícil e intolerante e eu confirmei que sim e disse: “sabe por que sou intolerante e difícil? Porque não sou político como o seenhor, sou um técnico que zela pelo cumprimento da lei e que não aceito que ninguém desfaça de meu trabalho e de minha equipe.” “Ele” citou meu cargo de forma maldosa e eu imediatamente lhe disse: fique tranquilo, ainda nem fui nomeado oficialmente, estou gentilmente atendendo a uma pessoa séria que me pediu para ajudar a moralizar a cidade, o Sr. Deodato Ramalho. Em determinado momento ele olhou para mim e disse: “vou mandar a Prefeita aumentar seu salário e ordenar que você pare de nos atrapalhar.” Continuei pasmo, mas me mantive calmo e “ele’ continuou afirmando que eu estava errado e que não concordaria que o som fosse desligado, virou de costas e voltou ao interior do clube............
 
abril de 2013....a história se repete.....

Hoje fui surpeendido com a seguinte postagem em meu FACEBOOK, oriundo da página do fiscal e amigo Isídio Masccarenhas:
 
ATENÇÃO FISCAIS DA SEUMA: Venho através desse espaço democrático externar meu repúdio com o ocorrido nessa madrugada com o fiscal Josiel Gomes no clube Náutico Cearense. Em fiscalização na área da regional 2 (operação ronda) o Josiel foi chamado a fiscalizar o Náutico, aonde estava acontecendo uma festa. Ao proceder a medição e constatar 90dBA o mesmo parou a festa e começava a fazer os autos e a apreensão da mesa de som quando aconteceram os problemas: O Deputado Estadual Carlomanos Marques (pmdb) o mesmo que até bem pouco brigou com os Ver. John Montheiro e João Alfredo, furou a proteção do Ronda e Guarda Municipal e empurrou o fiscal Josiel, (agressão fisica) sendo contido por sua mulher senão a situação teria se complicado ainda mais. Muitas foram as ligações a nossa base (3452-6927) de pessoas tentando usar influência politicas para que não acabassemos a festa, contudo, meu posiciamento foi claro, HAVENDO PROTEÇÃO POLICIAL que garanta a segurança do fiscal a festa acabará e será executada a apreensão. Isso foi o de menos, o pior foi que algum tempo após o ocorrido apareceu no local um oficial por nome Major Lucildo que simplesmente ORDENOU que o Tenente responsável pela operação deixasse de nos proteger, além de PREVARICAR usou de sua patente para nos prejudicar deixando-nos na calçada somente com a proteção de dois bravos e competentes guardas municipais. Além do mais esse "Major Lucildo" mandou aumentar o som de novo, disse que nós éramos "fiscalzinhos de merda", "umas bostas da prefeitura" que servidorzinho de prefeitura lá pode mandar em nada que ele tinha 27 anos de farda. Os autos foram lavrados, a mesa infelizmente não foi apreendida face a lastimável PREVARICAÇÃO e abandono da polícia conosco, a festa não acabou, apesar de muita gente ter ido embora revoltada com o inicio da para lisação. Ao chegar quase 6 da manhã em casa comecei a pensar; Enfim, QUEM SOMOS NÓS? Fiscaizinhos de MERDA? Fiscais dos Ricos, pq a eles não podemos encomodar, autuando só o pessoal pobre da periferia? A quem servimos, pra quem servimos? espero que a AFIM e chefes superiores da SEUMA possam tomar providências, senão eu GARANTO daqui pra frente o nosso trabalho será comprometido.. Abraços



Fico pasmo com a qualidade de nossos politicos e de alguns dirigentes de nossa policia militar....as palavras de Isidio demonstram a fragilidade de nossas instituições e o descaso dos mesmos com os reclames de nossa população e com o problema relativo a POLUIÇÃO SONORA....é uma repetição grotesca dos episódios que passei...quando será que isso vai mudar? Com a palavra a senhora Secretária da SEUMA e o ilustre Prefeito de Fortaleza.

14 comentários:

SANDREA ALVES disse...

A POPULAÇÃO PAGA SEUS IMPOSTOS PARA TER SEUS DIREITOS ATENDIDOS,AI VEM UM POLITICO DESSE SEM NOÇÃO E UM HOMEM QUE SE DIZ SER DA LEI.. DESFAZER O QUE ELES DEVERIAM ESTAR AJUDANDO A FISCALIZAR. QUE VERGONHA...

Samya disse...

Envergonhada por esses representantes que temos...Sr. Carlomano...e esse PM...envergonhada mesmo!!!!

Luis Bastos disse...

O Carlomano ja sabiamos de seu perfil de baixa qualidade....mas a palhaçada do policial chega a dar nojo.

Eraldo Sá disse...

O bom disso é sabermos que a coletividade está do lado daqueles que dão cumprimento à legislação que proibe ruídos que desassosegam centenas em detrimento de uns poucos minguados que querem curtir a noitada com a ingestão de bebidas alcóolicas sem ter o mínimo senso de coletividade. Bom que o voto num fosse secreto prá sabermos quem elege um sujeito desse como esse ex-Deputado Carlomano. Quero, também, saber o posicionamento do Comando da PM com relação a esse "oficial" militar.

Ana Lúcia Viana disse...

Infelizmente trata-se de mais um absurdo! No dia aniversário de Fortaleza,ela dá sinais de sua agonia na questão urbana... Em nota que escrevi na época do episódio da boate Kiss afirmo "estamos aguardando algum gesto do Prefeito Roberto Cláudio que demonstre sua disposição em estruturar, equipar, intrumentalizar a fiscalização e enfrentar a pressão violenta do setor privado para tornar nossa cidade viável e coletiva nos seus espaços..." Carlomano representa os interesses da iniciativa privada, dos infratores e dos inimigos da Cidade! O Náutico é reincidente em muitas infrações... a AFIM está disposta a enfrentar a batalha de fazer valer a fiscalização, a legislação e o respeito aos cidadãos fortalezenses.

Deodato Ramalho disse...

Caro Aurélio, manifestei-me sobre o assunto no meu perfil no facebook. Vamos cobrar do comando da PM e do Ministério Público uma posição contra esse absurdo.
Deodato Ramalho, vereador

Octaljonésico disse...

Caro vereador Deodato,

O senhor tem que manifestar-se não é apenas no Facebook, mas nos espaços adequados aos quais tem acesso privilegiado - na Câmara de Vereadores e junto às autoridades competentes. É nestes lugares que o senhor deve cobrar. No Facebook e demais redes sociais virtuais - além das ruas -, cobramos nós - demais cidadãos.

Anônimo disse...

Tudo se resume a P-A-L-H-A-Ç-A-D-A!!

NÃO CONHECO O TRABALHO DA FISCALIZAÇÃO, MAS SOU MORADOR DAS PROXIMIDADES DO NAUTICO E VI O ABSURDO DO SOM ALTO QUE ESTAVA NO LOCAL. INFELIZMENTE A CIDADE VIROU PARA OS QUE MANDAM. UM MAJOR DESSE É PIOR QUE ESTE DEPUTADO DE REPUTAÇÃO DISTORCIDA. INFELIZMENTE A IMPRENSA OMITE E NÃO DARÁ EM NAAAAADA

Gustavo Menezes Henrique disse...

Vergonha!

Gustavo Menezes Henrique disse...

Sou morador do bairro luciano cavalcante e faz 2 anos que sofro com paredões de som do posto via sul (vulgo posto do ET). Nós estamos com um processo atraves da 2 vara do meio ambiente ministerio publico. O processo encontra-se na 9 vara da fazenda publica. É a nossa última esperança de resolver o problema, que analisando o processo do ministerio publico, ja perdura desde 2004. Existe um TAC assinado pelo proprietário em 2006, porém o problema continua e a nova proprietária não tem intersse em resolver já que lucra com o consumo de bebidas. Caso alguém possa me ajudar nessa luta, segue meu email para maiores informações: gugafarm@hotmail.com

Anônimo disse...

Aurélio,

O fiscal Josiel Gomes e as suas testemunhas deram queixa no Ministério Público a esse respeito? Acho que tem que partir dele a formalização do ocorrido junto à polícia ou outro órgão. Por favor, poste uma referência da formalização da denúncia aqui, para que possamos correr atrás de apoios de políticos e da própria população.

Erilúcia Abreu disse...

É um absurdo a questão da poluição sonora em Fortaleza e a omissão das autoridades públicas em minimizar estes problemas. Eu sofro com essa questão há mais de 2 anos. Ligo para a polícia através do 190 e nada.

João Ribeiro disse...

À EQUIPE DE FISCALIZAÇÃO DA SEMAM: O PROBLEMA CONTINUA E SE AGRAVA!

AS RECLAMAÇÕES ENCAMINHADAS AO PORTAL MESSEJANA SÃO REPASSADAS AOS ÓRGÃOS COMPETENTES PERIODICAMENTE. TODAVIA HÁ O FUNCIONAMENTO DE BARES DE FORMA IRREGULAR, OS QUAIS NÃO POSSUEM ALVARÁS DE FUNCIONAMENTO, ACOBERTAM PROSTITUIÇÃO E USAM SOM ALTO ATÉ ALTAS HORAS DA MADRUGADA, SITUADOS NA AVENIDA BARÃO DE AQUIRAZ, ENTRE A AVENIDA MANOEL CASTELO BRANCO E A ESTRADA DO FIO (RUA JOSÉ HIPÓLITO).

O Portal Messejana, através de seus e-mails aberto à população, continua a receber pedidos de serviços destinados à Prefeitura e a outros órgão municipais. Muitas delas referentes à fiscalização por parte da Prefeitura.

Solicitamos da Assessoria de Comunicação Social da SER VI o e-mail do Setor de Fiscalização para o encaminhamento de um resumo das reclamações e, ao mesmo tempo, informamos que nenhuma resposta ao e-mail abaixo nos foi enviada.

Por outro lado vamos também encaminhar cópia deste e-mail para outros órgãos da Prefeitura, no sentido de que alguém ou algum deles se manifeste a respeito das solicitações e o Portal Messejana possa publicar as respostas enviadas.

RECLAMAÇÃO ANTIGA DE MORADORES DA AVENIDA BARÃO DE AQUIRAZ

Um dos principais problemas e reclamação antiga de moradores da Avenida Barão de Aquiraz, cruzamento com RUA JOSÉ HIPÓLITO (Estrada do Fio) diz respeito ao FUNCIONAMENTO DE FORMA IRREGULAR (SEM ALVARÁS) DE 4 (QUATRO) BARES QUE ACOBERTAM CASAS DE PROSTITUIÇÃO. Os estabelecimentos se utilizam de possantes caixas de som (ou máquinas de som) e usam música altíssima até altas horas da madrugada, sem nenhum respeito aos vizinhos. Constitui-se assim um verdadeiro absurdo, pois essas casas noturnas, além de perturbar a ordem pública e o sossego da população, ainda servem de abrigo para usuários de drogas que frequentam todas as noites o local e se escondem no terreno baldio em frente. A área está sem muros, com muito lixo, mato e sujeira e a via totalmente esburacada, com esgotos a céu aberto há anos. E os transeuntes são obrigados a andar na própria via, disputando espaços com os veículos e arriscando suas próprias vidas, em razão dos esgotos e dos buracos e impedimentos das calçadas pelos bares (cabarés). Ressalte-se que esses fatos ocorrem em uma ÁREA RESIDENCIAL.

- Os fatos já foram comunicados à Polícia (civil e militar), que até agora nada resolveu.

O Portal Messejana encaminhará uma cópia deste e-mail para os órgãos competentes e para os vereadores que trabalham voltados para Messejana.

Portal Messejana
contato@portalmessejana.com.br

Sabóia disse...

Realmente um absurdo! Algo que chega a ser vergonhoso. Não existem representantes que sejam capazes de perceber as necessidades da população: vivem em seu mundo fantasioso e protegido. Até que eles sejam vítimas de TUDO o que tem de ruim nessa cidade. A cada dia Fortaleza se torna uma cidade pior para viver. Não temos segurança,não temos silêncio, não temos saúde, não temos educação...enfim!
Muito interessante o blog. Não tive a oportunidade de ler todo o conteúdo contido nele, mas logo que tiver um tempo, o farei.
Encontrei-o justamente procurando um lugar para dividir a falta de respeito das pessoas que possuem "paredões". Vejam que absurdo:hoje tento estudar(para adquirir conhecimento, cultura,ser um cidadão capaz de indignar-se da forma mais crítica possível com as deficiências de nossa cidade, nosso estado,nosso país..)mas sou impossibilitado disso devido a um "maravilhoso paredão" que traz até meus ouvidos toda a música fútil e sem graça que existe.
Desrespeito total! Estamos entregues às baratas!

Saudações caros amigos! Acredito que somente juntos podemos mudar algo nisso. A população PRECISA tomar um posicionamento mais efetivo em relação a tudo que está errado. A mudança é extremamente difícil, mas não impossível.

Pesquisar este blog